Quem Somos

Ariadne Critina

A história de Ariadne com a costura começou de um jeito, que pra ela, não era nada empolgante. Sua primeira experiência com a máquina de costura foi em 2017, no segundo semestre da faculdade e ela estava ansiosa pelas aulas de costura…Mas durante as aulas, percebeu que não teve a base que precisava, achou tudo confuso e não entendia bem como a costura funcionava.

Meses depois, ainda sem saber costurar direito, um amigo a convidou para participar de um workshop na inauguração de uma escola de costura. Ari diz que até aquele dia havia feito apenas uma peça, mas aí tudo mudou. Ele a apresentou para a proprietária e professora da escola, que a ensinou a fazer uma necessairie e manusear a máquina de costura. Pensem na sensação maravilhosa que ela sentiu! A atenção que foi dada, o cuidado em ensinar da forma correta e a paciência, tudo isso fez com ela voltasse a olhar para a costura de uma outra forma.

A partir desse dia mágico, a sua história com a Vestida de Sonhos começou e há um ano ela tem o prazer de trabalhar nesse cantinho aconchegante, ajudando a transformar sonhos em roupas. Ari agora sabe costurar, ensina outras pessoas e se descobriu fazendo o que ama, ao lado de pessoas que a deixam muito bem: todos os dias uma emoção diferente, uma história nova para colecionar, um sonho novo para sonhar junto e sorrisos de satisfação por se tornar parte de uma equipe tão talentosa. ✨

Ari sempre agradece a Priscila, por ter ensinado tudo com carinho e mostrado que ela é capaz de fazer coisas incríveis, bastando apenas acreditar nos seus sonhos. ♥️

Ingrid Sandes

Ingrid observava sua avó costurar desde criança, viu de perto a produção do crochê, das rendas e até os bordados, e mesmo sempre achando lindo tudo o que ela fazia e faz até hoje, nunca tinha dado o real valor aos trabalhos manuais que sua avó produzia. Quando cresceu um pouco, criou interesse e entendeu a importância de aprender e passar adiante essa cultura tão linda que temos, então sua avó começou a lhe ensinar o conhecimento que tinha desde sua infância, e ela escutava tudo com muita atenção para não perder nenhum detalhe.


Aos 14 anos a neta quis aprender mais e insistia por ensinamentos mais aprofundados de sua avó, ela com sua infinita paciência não hesitou e tentou, tentou e tentou varias vezes, mas Ingrid, canhota, teve muita dificuldade, aprendeu dois pontos e se deu por vencida desistindo. Ela sempre teve um estilo próprio, não gostava de se vestir como o pessoal da sua escola e passou a querer fazer suas próprias roupas ou usar peças antigas de sua avó, que lhe dava calças e vestidos. Ingrid cortava e fazia uma barra mal feita à mão, mas sua avó sempre tinha que consertar, foi aí que ela viu um curso de costura no SENAI, conseguido uma vaga para sua neta cursar junto com ela. Aos 16 anos Ingrid se destacou durante o curso e foi convidada a participar da Olimpíada do Conhecimento, onde aprendeu tantas coisas que jamais aprenderia em outro lugar, onde conheceu a Priscila que lhe ensinou a ter paciência e “Alfinetar sempre!”.


Ao sair da Olimpíada, acabou perdendo o contato com todos, e a vida levou cada uma para caminhos diferentes, Ingrid para longe da costura e Priscila cada vez mais dentro dela. Um dia, por acaso, uma amiga em comum veio para Brasília e disse que queria rever e reunir esse time, e então as duas costureiras se reencontraram… Priscila precisava de alguém para trabalhar no ateliê e então surgiu o convite para Ingrid fazer parte deste lugar incrível: a Vestida de Sonhos. 💭✨🧷


Na Vestida de Sonhos, Ingrid se lembrou como amava costurar e tentou entender como havia esquecido disso… Aqui, ela se apaixona todos os dias, e acabou encontrando amigas de profissão, onde aprendem umas com as outras e formam uma equipe excepcional!

Larissa Freitas

Larissa sempre teve amor pela arte: amava ler e desenhar. Entrou no universo da costura quando era adolescente, desde mais nova já fazia artesanato, bijuterias, bordados e customizações. Quando começou a dançar, sentiu a necessidade de ter figurinos legais, mas por não ter condições de comprar, decidiu que iria aproveitar suas habilidades e fazer suas próprias produções.
Ela sempre quis costurar, mas nunca teve a oportunidade. A diretora de uma das escolas onde estudou sabia da sua vontade e acreditava no seu futuro nesse universo, então decidiu que pagaria um curso de costura para Lari, foi uma GRANDE gentileza, que sem dúvidas ela guarda no fundo do seu coração, pois foi aí que descobriu que realmente amava muito esse universo. ♥️

Logo ganhou a sua primeira máquina de costura e já estava fazendo muitos figurinos e roupinhas sob medida por aí. Hoje, ela estuda Design de Moda e trabalha aqui conosco como assistente e professora.

Larissa AMA dar aula na Vestida de Sonhos, e AMA o contato com os alunos e a reciprocidade de ensinamentos, que deixam os seus dias mais quentinhos e felizes. ✨

Priscila Rodrigues Azevedo

Priscila nunca tinha se imaginado costurando. Quando era adolescente gostava muito de customizar suas roupas, mas isso acontecia sem pretensão, coisas de adolescente, de querer ser único e não parecer com ninguém. A sua habilidade manual não era lá essas coisas e as costuras não ficavam tão boas, por isso, sua mãe, cansada de ver Pri estragando suas roupas, deu pra ela uma máquina de costura no Natal de 2009, e FOI AMOR À PRIMEIRA COSTURA, então, ela deixou a faculdade de Relações Internacionais e passou a se dedicar somente à costura.

Sem dinheiro para pagar um curso, mas cheia de vontade de aprender, ela desmanchava algumas roupas para ver como eram feitas e tentava replicar, as primeiras ficaram muito ruins, mas aos poucos foi vendo uma evolução. Começou então a fazer necessaires pra vender e depois bolsas de disco, e acabou trabalhando com isso por um bom tempo.

Uma moça chamada Bianca viu as coisas que fazia e achou que ela tinha potencial para participar da Olimpíada do Conhecimento, e WOW! Viu ali uma grande oportunidade de aprender a parte técnica que tanto desejava. Foram 2 anos de muito treinamento e aprendizado e apesar de não ter participado do nacional por não ter idade, começou logo depois a dar aulas no SENAI, e mais uma vez se viu amando fazer algo que nunca tinha se imaginado fazendo. É tão bom compartilhar o que se ama e ver o brilho no olhar refletido nos olhos de outras pessoas através do próprio trabalho.

Depois de um tempo, Pri saiu do Senai e começou a fazer Cosplays por encomenda, apesar de não se vestir, ela ama a parte lúdica que o cosplay carrega e descobriu aí uma nova paixão: FIGURINOS (ela ainda sonha em um dia trabalhar com isso). Muita gente passou a perguntar se ela dava aula de cosplay, e aí surgiu a ideia de criar um curso nessa área. E assim, a Vestida de Sonhos foi se modificando e tomando forma em cada uma dessas etapas, foi marca de roupa, ateliê de cosplay, e agora juntou cada uma dessas coisas que Priscila ama em um só lugar, proporcionando a outros sonhadores a possibilidade de construir o que desejar. Agora, a Vestida de Sonhos é uma escola, uma escola que carrega a extensão das coisas mais preciosas que ela guardou e esperou para mostrar no momento certo, e o momento certo é hoje, é agora!

Se você esqueceu daquilo que sonhava, a gente gostaria de te relembrar, nossas portas sempre estarão abertas, nós esperamos por você, nesse lugar onde a única coisa que você precisa é ter vontade de realizar o seus sonhos e claro, vestir-se deles no final.


Vestir um sonho é o que nos inspira. ✨

Fotos: @raybendor
Styling: @costureiraventureira